A importância do visual

Postado em 20/06/2015 por Kings

O que vem à sua mente quando você ouve o nome de um lugar, como Nova Iorque? Provavelmente os monumentos históricos, os prédios ou a movimentação das pessoas… Isso acontece porque nosso cérebro converte palavras em imagens.

Imagine essa mesma situação em uma apresentação para negócios. Ao mesmo tempo em que o público pode imaginar a Times Square, por exemplo, pode ir além e se perder em meio a tantas informações.

Mas se o apresentador, ao falar da cidade, mostrar a Times Square, ele faz com que a audiência mantenha a imaginação somente naquele local, impedindo que eles tenham interpretações diversificadas ou passem a imaginar outras situações.

Recursos audiovisuais como imagens, ilustrações, gráficos, áudios e vídeos, entre outros, são ótimas ferramentas para transmitir conceitos precisos em apresentações profissionais. Eles devem ser somados às palavras, para que se complementem e traduzam completamente a mensagem.

Imagens também auxiliam o apresentador, mesmo aquele mais experiente. Voltando ao exemplo de Nova Iorque, quem apresenta pode até dispersar sua fala ao mencionar a Times Square para os acontecimentos do local e sua história.

Mas se o slide ilustra exatamente aquele lugar e vai de acordo com o tema proposto, logo o apresentador consegue retomar seu raciocínio e continuar a apresentação sem dificuldades.

Por isso, ter uma mensagem principal definida para cada slide é essencial. O excesso delas em uma única tela atrapalha a compreensão do público e do apresentador, que pode se perder em meio a tanto conteúdo.

Ainda falando em imagens, você já parou para pensar no que vem antes da sua apresentação para negócios? O slide de descanso – para o caso de eventos comerciais e empresariais – e a capa são bons recursos para preparar a audiência.

Já o slide descanso é aquele que se mantém na tela enquanto a plateia se aproxima. Ele deve ser simples, contando com um pequeno insight sobre a apresentação, como a logomarca da empresa.

A capa é algo além. Ela traz o logo e um slogan, que informa exatamente o assunto a ser apresentado. A capa não precisa – obrigatoriamente – vir logo após o slide de descanso, mas é importante que esteja próxima para não haver uma “quebra” de informações.

Para contextualizar: se o apresentador que falava de Nova Iorque quisesse, ele poderia criar uma breve introdução sobre a cidade para, em seguida, falar sobre seu produto ou serviço. Neste caso, a capa seria a responsável pelo desfecho da introdução.

Da próxima vez que criar uma apresentação para negócios, considere uma capa e um slide de descanso. E muito sucesso!

Compartilhar

Fechar Menu