voltar

Por onde começar?

Postado em 20/10/2015 por Kings

Onde? Quando? Como? O quê? Por quê? Quem? Todas essas perguntas e mais algumas guiam o briefing, que é um diagnóstico preciso de tudo que envolve uma apresentação profissional e a base para a elaboração do roteiro.

 

Aqui na PPT King, a primeira pergunta que fazemos às empresas é: quem é o seu público? Depois, vamos mais a fundo: são pessoas técnicas? Qual o perfil delas (formal, descontraído)? O público tem conhecimento sobre o tema que será apresentado? Como ele será beneficiado pela apresentação?

 

O objetivo aqui é ter um panorama geral da audiência. Assim, trabalhamos desde o início pensando nas melhores formas de se comunicar com o público em questão, pois antes de qualquer coisa, é ele quem guiará o tom de cada slide. Estudantes exigem um tipo de abordagem, executivos outra, pessoas da área comercial outra e assim por diante.

 

A próxima etapa leva em consideração o contexto e a aplicação da apresentação profissional. Ou seja, será uma apresentação de PPT presencial, enviada por e-mail ou utilizada em um evento empresarial, por exemplo? Quais recursos o apresentador terá disponível? E qual o tamanho da audiência? Afinal, falar para 50 pessoas é totalmente diferente de falar para 5. Em grupos menores, é possível partir para uma abordagem mais íntima e pessoal, como uma conversa. Já no caso de plateias numerosas, a abordagem precisa ser mais direta, sem deixar espaço para muitas dúvidas e questionamentos.

 

Quem dirá a quantidade máxima de slides é o tempo. Por isso, é imprescindível que o apresentador saiba exatamente quanto tempo terá para sua apresentação. Além disso, é importante também que ele já tenha ideia de quanto tempo precisará para cada um dos assuntos que abordará durante sua fala. Tudo isso tem muita influência depois, na elaboração do roteiro e montagem dos slides.

 

Passadas essas etapas, o foco é no apresentador. Trata-se de uma pessoa séria ou desinibida? Pois não adianta fazer uma apresentação cheia de sacadas e tiradas se o apresentador for formal demais. Ou elaborar slides totalmente formais, se o apresentador for um piadista nato. Uma coisa tem que casar com a outra.

 

Depois disso tudo, é a vez de entrar nos méritos da apresentação em si. Qual é a finalidade da apresentação? O que você quer que a audiência pense? E, principalmente, do ponto de vista do apresentador, o que significa ter sucesso na apresentação?

 

Resumindo, um bom briefing foca 5 pontos centrais: público, aplicação, tempo, apresentador e objetivo.


 

Avenida Angélica, 2447 | 12º andar | Higienópolis, São Paulo, SP